24°C 27°C
Cabedelo, PB
Publicidade

Veja o que dizem os alvos da operação da PF que investiga corrupção na Educação da Paraíba

De acordo com a PF, as irregularidades teriam causado um prejuízo superior a R$ 4 milhões aos cofres públicos.

11/06/2024 às 17h51 Atualizada em 11/06/2024 às 18h26
Por: Redação RepercutePB Fonte: RepercutePB/Portal Correio
Compartilhe:
FOTO: Lindolfo Pires, Tião Gomes e Branco Mendes
FOTO: Lindolfo Pires, Tião Gomes e Branco Mendes

A Operação Livro Aberto, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (11), cumpriu 12 mandados de busca e apreensão para investigar crimes relacionados a contratos firmados pela Secretaria de Educação da Paraíba, em 2018.

De acordo com a PF, as irregularidades teriam causado um prejuízo superior a R$ 4 milhões aos cofres públicos.

Entre os alvos da operação, estão dois deputados estaduais e o atual secretário de Juventude, Esporte e Lazer.

Confira a lista dos investigados abaixo:

* Artur Cunha Lima, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado

* Lindolfo Pires, ex-deputado estadual e atual secretário da Sejel-PB

* Branco Mendes (Republicanos), deputado estadual

* Tião Gomes (PSB), deputado estadual

* Artur Cunha Lima Filho (PL), ex-deputado estadual

* Edmilson Soares, ex-deputado estadual

* Genival Matias, ex-deputado estadual (morto em 2020)

Lindolfo Pires está cumprindo uma agenda da secretaria em Fortaleza: “Quando chegar em João Pessoa, irei saber qual é o fato determinado em relação a essa questão. Estou mais do que nunca tranquilo, de que nada foi cometido e tudo deverá ser esclarecido. Estamos prontos para termos a oportunidade de prestar qualquer esclarecimento”, afirmou o secretário ao Portal Correio.

Já o deputado Branco Mendes disse em nota enviada à imprensa que está disposto a cooperar com as investigações e que nega ter envolvimento com os fatos mencionados na investigação.

A viúva do ex-deputado Genival Matias afirmou que não está sabendo da operação, mas que confia na honestidade e no homem íntegro que ele demonstrou ser em vida.

Enquanto o deputado Tião Gomes afirmou à Rádio Correio 98 FM que foi surpreendido pela informação que estava envolvido na operação e que não teve acesso a informações do processo. “Tudo meu é aberto, livre e aberto. 42 anos de política que eu tenho e, graças a Deus, mantenho uma integridade, um respeito e um carinho dos paraibanos, porque não é à toa que já tenho nove mandatos”, disse Tião.

Até o início da tarde desta terça-feira (11), Aléssio Trindade (secretário de Educação à época) e o restante dos envolvidos citados na lista acima não haviam se manifestado.

Envie sua matéria para o e-mail da redação: [email protected]

Já curtiu? Siga o PORTAL REPERCUTEPB no FacebookTwitter e no Instagram

Acompanhe o nosso Grupo NOTÍCIAS DO REPERCUTEPB no  TELEGRAM  ou WHATSAPP

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cabedelo, PB
27°
Parcialmente nublado

Mín. 24° Máx. 27°

29° Sensação
5.82km/h Vento
75% Umidade
100% (9.71mm) Chance de chuva
05h30 Nascer do sol
05h13 Pôr do sol
Qua 27° 24°
Qui 27° 24°
Sex 27° 23°
Sáb 27° 22°
Dom 26° 22°
Atualizado às 12h01
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,94%
Euro
R$ 5,83 +0,66%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,42%
Bitcoin
R$ 357,040,54 +3,61%
Ibovespa
122,210,08 pts -0.35%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias