Quarta, 19 de Janeiro de 2022
30°

Poucas nuvens

Cabedelo - PB

Geral COVID-19

Pesquisa científica comprova que máscaras deixam as pessoas mais bonitas

O estudo colocou 43 mulheres para julgar a face de várias imagens de homens

13/01/2022 às 17h51
Por: Redação RepercutePB Fonte: RepercutePB/Metrópoles
Compartilhe:
Pesquisa científica comprova que máscaras deixam as pessoas mais bonitas

Você já deve ter percebido: todo mundo parece mais bonito enquanto está de máscara. O conhecimento do dia a dia agora foi comprovado pela ciência. Pesquisadores da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, descobriram que rostos cobertos com máscaras (principalmente as cirúrgicas) são percebidos como mais agradáveis pelo sexo oposto.

O professor de psicologia Michael Lewis, especialista em faces, explica que pesquisas feitas antes da pandemia mostraram o contrário: as máscaras eram associadas à doença, e reduziam a beleza do usuário.

Os cientistas acreditam que, em um período onde todas as pessoas se sentem vulneráveis, as máscaras são associadas a pessoas que estão em profissões médicas e de cuidado com o paciente. “Nesse momento, pode ser que estejamos achando o uso da máscara reconfortante e nos sentimos mais positivos em relação à pessoa que está usando”, sugere Lewis.

O estudo colocou 43 mulheres para julgar a face de várias imagens de homens sem o item, com máscara de pano, com a versão cirúrgica azul, ou segurando um livro na frente da área coberta pela máscara, em uma escala de 1 a 10. A orientação sexual das participantes não foi levada em consideração.

Já curtiu? Siga o PORTAL REPERCUTEPB no FacebookTwitter e no Instagram

Acompanhe o nosso Grupo NOTÍCIAS DO REPERCUTEPB no  TELEGRAM  ou WHATSAPP

(Veja as regras no grupo)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias