Quarta, 19 de Janeiro de 2022
32°

Poucas nuvens

Cabedelo - PB

Saúde LIBERADO

Governo deve derrubar restrições a passageiros vindos de países africanos

O fechamento das fronteiras brasileiras para esses países foi determinado depois de descoberta a variante ômicron na África do Sul.

12/01/2022 às 09h21
Por: Redação RepercutePB
Compartilhe:
Governo deve derrubar restrições a passageiros vindos de países africanos

O governo federal deve seguir recomendação da Anvisa e liberar as restrições impostas a viajantes que estiveram em 6 países africanos. Atualmente, viajantes que estivem nos últimos 14 dias na África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbábue estão impossibilitados de entrar no país.

O fechamento das fronteiras brasileiras para esses países foi determinado depois de descoberta a variante ômicron na África do Sul. Na época, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou a medida.

A agência regulatória mudou de posição e recomendou a reabertura depois que a OMS (Organização Mundial da Saúde) identificou infecções pela ômicron em 110 países.

Para Guilherme Bianco, subchefe adjunto executivo de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, a revisão das restrições é “justa”. Segundo ele, “não faz sentido” fechar as fronteiras apenas para os 6 países. “Na verdade, a variante está no mundo inteiro”, disse ao podcast Bastidores da Casa Civil.

“Provavelmente, nas próximas semanas a gente consiga a resposta de liberação desses 6 países”, disse. Uma nova portaria deve ser publicada depois que os ministérios da Justiça e Segurança Pública, Saúde e Infraestrutura se manifestarem sobre a recomendação da Anvisa.

Já curtiu? Siga o PORTAL REPERCUTEPB no FacebookTwitter e no Instagram

Acompanhe o nosso Grupo NOTÍCIAS DO REPERCUTEPB no  TELEGRAM  ou WHATSAPP

(Veja as regras no grupo)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias