Segunda, 29 de Novembro de 2021
25°

Pancada de chuva

Alhandra - PB

Especiais CÍCERO CARLOS MAIA

O inferno das pesquisas pré-eleitorais

As pesquisas pre-eleitorais tem o propósito de empurrar um determinado candidato ao eleitores.

07/10/2021 às 11h12
Por: Cícero Carlos Maia Fonte: RepercutePB
Compartilhe:
Eleitores em processo de votação
Eleitores em processo de votação

Apesar de estarmos a muito tempo da realização de novas eleições para escolhermos o novo ocupante do Palácio do Planalto começam o desfilar de um conjunto de pesquisas de intensões de votos para os presidenciáveis, pretendentes ao cargo, como se a vida fosse estática e nada de significativo fosse acontecer, até lá, que possa vir a alterar uma decisão tão importante como a escolha de um novo nome para estar à frente do país e da população, num contexto tão complicado e difícil como é o exercer do cargo de Presidente da República.

Para se dar importância a uma pesquisa dessa natureza é necessário, em primeiro lugar, saber interpretar uma informação Estatística.

Uma dessas pesquisas disse, em um dos seus levantamentos, que um dos pretensos candidatos, no momento em que a pesquisa fora colhida, tinha 55% dos votos para ocupar o cargo de Presidente da República, se a eleição viesse a ocorrer naquele momento.

Sucede que para se entender esse valor percentual temos que ter em atenção que o universo de eleitores no Brasil é de, aproximadamente, cento e cinquenta milhões de eleitores. 

Portanto um candidato que tenha esse percentual de votos a um ano das eleições, significa que, se a eleição fosse no momento da coleta da informação, esse candidato teria, algo em torno de oitenta e três milhões de votos o que é, considerando o contexto atual dos postulantes à Presidência da República, algo completamente fora da realidade factível.

Os nomes que fizeram parte da pesquisa, para compor o possível pleito, são nomes absolutamente obtusos e abjetos relativamente aos interesses da coletividade.

Pior de tudo é que essa informação influencia, de forma objetiva e subjetivamente os mais variáveis segmentos da economia nacional.

Como sabemos a Economia se apoia em pilares tais como a expectativa de risco, certezas, confiança, esperança dentre outros valores afins. As projeções de vitória eleitoral, mesmo a uma distância tão grande de realização, qualquer uma das figuras postulantes ao cargo de Presidente da República, é determinante para estimular o lado para o qual o câmbio de moedas estrangeiras, volumes de importações e exportações de produtos que compõem a nossa balança comercial com os demais países com os quais temos relações comerciais passam a receber uma atenção especial.

 

Essas conjecturas em nada nos ajudam. Alimentam incertezas, dúvidas e interrogações.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias